Blog

julho 13, 2021

Novas perspectivas de mercado durante a pandemia


Durante a pandemia o que mais presenciamos foram empresas e negócios se mantendo financeiramente em uma corda bamba, presenciamos a economia vivendo uma crise.

Mas alguns segmentos entraram na contramão da economia, chegando até ser cômico de certa forma, como a venda de cerveja, que em 2020 aumentou 5,3%, segundo alcançando o maior volume desde 2014, quando sediamos a Copa do Mundo.

“É uma tendência mundial?” Não, o Brasil foi o único país que teve tal crescimento neste ramo. A média do desempenho mundial do setor, inclusive, apresentou queda de 12,5% em valor e recuo de 6,8% em volume. Até mesmo em países populosos com altos índices de consumo, como EUA, houve uma queda de 3,4% em termos de volume.

Assim como o setor de cerveja, alguns outros serviços conseguiram atingir bons resultados em tempos de “baixa demanda”. Temos o exemplo da Goomer, startup que digitaliza bares e restaurantes.

A Goomer tinha disponível outros tipos de funcionalidade, que se limitavam a serviços para serem usados presencialmente pelos clientes, mesmo que digitalmente, ou seja, utilizando tablets ao invés do cardápio impresso, por exemplo, mas foram aprimorando seus conceitos com base nas necessidades do mercado, o que resulta hoje em um grande leque de possibilidades para marcas que não funcionam presencialmente e não tem uma plataforma própria. 

Esse movimento de novas portas se abrindo para o mundo do mercado digital, gerou uma grande demanda, pois, por necessidade, nasceram muitos pequenos empreendedores, já que a taxa de desemprego aumentou cerca de 13,5% no Brasil, segundo pesquisas do IBGE.

O estilo de mercado “híbrido” (presencial e digital) de venda em um único negócio, precisou ser explorado em todos os ramos, quem ainda não fazia parte desse modelo precisou se adaptar e quem já fazia parte, precisou explorar ainda mais, e fez com que os gestores ficassem com dúvidas em onde aplicar mais recursos e estruturas.

Com essa dúvida e a necessidade de repensar o modelo de negócio como um todo, a procura pelo profissional de marketing chega com muita força nesse momento, apoiando empresas e ajudando-as nesse momento difícil, com inúmeros tipos de serviços, como consultorias, planejamento e gestão.

E assim, o mercado do marketing, bem como o da cerveja, conseguiu em boa parte se manter firme durante um período de crise. 

A criatividade e inovação, neste momento, são cruciais para o mercado, qualquer mínimo detalhe pode fazer uma grande diferença no negócio. E a novidade, é que cada vez mais, o marketing, o design, a criação de conteúdo estão sendo mais valorizados pelos empreendedores, já que todo o mercado está se adaptando às novas tendências em que estamos vivemos durante a pandemia. Está sendo uma virada de chave necessária e preciosa para o meio digital.

[1]

Todos os dados e porcentagens. Disponíveis em:

https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/05/23/consumo-de-cerveja-migra-para-dentro-de-casa-e-volume-de-vendas-no-brasil-e-o-maior-desde-2014.ghtml?utm_source=thenewscc&utm_medium=referral&utm_campaign=20_01

Acesso em 25 de Maio de 2021

Poliana Miranda

Poliana Miranda

Designer | Cursando especialização em IDV

posts relacionados
comentários
escreva um comentário
Deixe uma resposta