Blog

janeiro 2, 2019

Google Ads: os erros mais comuns e como evitá-los


Apesar de ser uma ferramenta com possibilidades de uso bastante aprofundadas, até quem não tem nenhuma prática consegue fazer uma configuração de campanha e fazer rodar seus anúncios no Google Ads.

A grande questão é que com essa facilidade, acabam passando também muitos erros que podem reduzir drasticamente seus resultados e fazer você pagar mais por cliques que não valem a pena. Por isso, separamos os 5 erros mais comuns e que merecem uma atenção especial. Veja!

 

1- Direcione para uma Landing Page ao invés da Home

Pensa comigo, a Home costuma funcionar como um painel de apresentação de tudo o que o site tem disponível, certo? E normalmente os anúncios são direcionados para uma oferta específica, ou seja não faz sentido fazer com que o target tenha que vasculhar o site atrás dela.

A taxa de conversão costuma ser maior quando existe o direcionamento para uma página exclusiva do que foi anunciado, o que chamamos de Landing Page. Além disso, Landing Pages bem estruturadas e alinhadas com os textos do anúncio impactam positivamente no Quality Score. Ou seja, boas Landing Pages faz com que o anunciante gaste menos e garanta uma ótima visibilidade.

 

2- Escolha bem as Keywords

A melhor estratégia para bons resultados é selecionar bem as palavras-chaves, o detalhe está na escolha de termos que representem o que traz a oferta. Vemos com frequência anúncios usando keywords que não têm muita ou nenhuma relação com o que está sendo oferecido ou então são muito vagas ou dúbias. Isso faz com que você gaste mais por cliques que não irão converter.

Por exemplo, se sua intenção é vender baterias para carros, “bateria de carro” ou “preço bateria” são keywords que costumam converter melhor de que apenas “bateria”, que pode apresentar buscas com diferentes intenções como bateria de escola de samba, além resultados sobre como funciona, como consertar, como preservar etc.

Já a amplitude e ambiguidade pode aparecer em palavras dúbias ou de vasto significados como “bateria”, em que o usuário pode estar procurando por algo em celulares, câmeras fotográficas ou qualquer item que requer bateria.

 

3- Grupos de anúncios

Quanto mais parecidas forem as palavras chaves com o texto do anúncio, o título principalmente, maior costuma ser a taxa de cliques. Por isso é recomendável que se trabalhe com grupos pequenos (3 ou 4 keywords) para que cada anúncio reflita exatamente aquele conjunto.

 

4 – Acompanhe no Analytics

Medir o desempenho das campanhas com precisão é uma das maiores vantagens dos links patrocinados. É possível saber qual a taxa de conversão de cada termo específico fazendo um link entre os dados extraídos no Google Ads e Google Analytics.

 

5 – Faça testes

Bom, nem sempre os melhores resultados para um negócio surgem do senso comum. É imprescindível realizar testes, testar possibilidades e analisar detalhadamente o que está funcionando e o que não está.

Com o acompanhamento de Analytics, é possível perceber facilmente os resultados e cortar o que não está funcionando. Reflita que você não está pagando somente o preço da keyword: está investindo para aprender o que funciona, o que não funciona. Pavimentando o caminho para o êxito.

MOBIC

Empresa especializada em Consultoria e Assessoria de Marketing no Nordeste.

posts relacionados